• Marcos Nogueira

Croque monsieur, mas pode chamar de mistô quentê


A cozinha francesa carrega a pecha de ser complicada e pernóstica, portanto inacessível – não apenas no Brasil, mas em qualquer lugar fora da França. Parte da culpa vem da haute cuisine, invenção francesa, e de certos traços de comportamento comuns a uma boa parcela do povo francês. Quem replica a crítica, porém, provavelmente nunca foi à França nem teve o interesse de aprender qualquer coisa sobre a cultura alimentar de lá.

Para ir direto à receita, clique aqui

A alimentação cotidiana dos franceses oscila entre o frugal e o rústico. Pé de porco, pescoço de carneiro, linguiça de sangue, sopa de cebolas, contrafilé com batata, torta de carne moída, picadinho, dobradinha, rãs com salsinha: tudo isso faz parte do cardápio dos conterrâneos do Obelix. Mas, quando os nomes vêm em francês, sempre parece mais sofisticado. A ver: pied de cochon, boudin noir, soupe à l'ognion, collier d'agneau, entrecôte frites, hachis parmentier, daube provençale, tripes à la mode de Caen, cuisses de grenouille en persillade. Sem mencionar o internacionalmente infame escargot, feito com caracóis de jardim.

Mais que isso, a dieta do francês depende fundamentalmente de pão. A França produz o melhor pão do mundo, que tem muito pouco a ver com o nosso pãozinho francês. E quem tem o melhor pão do mundo fatalmente acaba trocando uma "refeição de verdade" por esse pão com umas fatias de queijo e/ou de presunto.

O croque monsieur nada mais é do que a versão francesa do nosso misto quente. Ele pode ser feito apenas com pão, queijo e presunto – a enorme diferença fica por conta da qualidade dos ingredientes –, mas normalmente vem gratinado com molho branco (béchamel) e uma salada verde ao lado. Eu escolhi essa receita mais elaborada porque, afinal, ninguém precisa ler um blog para fazer um sanduba de queijo e presunto.

No vídeo lá no alto você acompanha a preparação do croque monsieur (peço desculpas por não incluir as etapas do molho branco – o filme ficou muito ruim). Abaixo, a receita completa. Se você quiser, adicione um ovo frito por cima e terá algo ainda mais fantastique: o croque madame.

Ingredientes

Para o molho bechamel

300 ml de leite

1/2 cebola Cravo, pimenta-do-reino, noz-moscada e sal a gosto

1 colher (sopa) de farinha de trigo

1 colher (sopa) de manteiga sem sal

Para o sanduíche

4 fatias grossas de pão de forma ou brioche

2 colheres (sopa) de manteiga

200 g de presunto royale

200 g de queijo gruyere ralado

4 colheres (sopa) de molho bechamel

Modo de fazer

​​

  1. Prepare o bechamel. Espete alguns cravos na cebola e coloque-a no leite, junto com os outros temperos. Ferva o leite, desligue o fogo e deixe esfriar. Descarte a cebola e a nata.

  2. Derreta a manteiga e dissolva a farinha nela. Acrescente leite aos poucos, até obter textura uniforme e sem grumos. Cozinhe até en grossar.

  3. Aqueça o forno a 200 ºC

  4. Numa frigideira, derreta metade da manteiga restante e toste um lado das fatias de pão. Repita a operação com o outro lado.

  5. Numa assadeira ou refratário, intercale: pão, presunto, molho, queijo. Faça duas camadas para cada sanduíche.

  6. Leve ao forno até derreter o queijo. Gratine no grill do forno ou com um maçarico (opcional).

  7. Sirva bem quente com salada.

Posts recentes